1o Post

Como primeiro post vou escrever umas baboseiras para mostrar que vim à luz do mundo digital depois de 1 e 3 meses e duas semanas. Vou responder ao último post, e a o fato de eu usar um único post pra isso se justifica pela primeira frase:

7 Favourite Blended Teas:

1. Lady Grey – Twinnings

2. Lapsang Souchong – Twinnings

3. Irish Breakfast – Twinnings

4. Darjeeling – Ahmad

5. English Breakfast – Twinnings

6. Lemon Scented – Twinnings

7. Apple and Cinnamon – Ahmad

5 livros técnicos que eu tenho e acho iluminadores (em resposta a um velho post dos 10 melhores livros; respondo parcialmente)

1. Principles of Quantum Mechanics – P A M Dirac

1. The Theory of Functions – E Titchmarsh

1. Feynman Lectures on Physics

1. Classical Theory of Fields – Landau

1. Mecânica Quântica – Piza

Fico por aí. Um dia posto sobre *, respondo algum outro post, só pra ir aquecendo. Quando tiver alguma idéia sussa, coloco.

Lx

Top 7 vale tudo

Estava um pouco cansado de tantos tópicos intelectuais e resolvi colocar uma coisa mais bobinha aqui. O jogo é Top 7 vale tudo, você cria um comment, fala uma categoria e os seus top 7 naquela categoria. Vale tudo.

Idéias da história da humanidade:
1 Seleção Natural
2 Informação (forma em oposição a matéria)
3 Dinheiro
4 Matemática
5 Computação
6 Singularidade (em todos os campos)
7 Epistemologia

Idéias extravagantes que deram certo:
1 Mecânica Quântica
2 Espaço infinito
3 Muitos mundos
4 Universo matemático/computacional
5 Montanha Russa
6 Teoria das Cordas
7 Nações Unidas

Animais mais legais da história ever:
1 Parassaurolofo (porque ter um chifre no fim da cabeça não é coisa de unicórnio)
2 Australopithecus Boesei (http://en.wikipedia.org/wiki/File:Paranthropus_boisei.JPG)
Um hominídio com essa carinha, com dimorfismo sexual e etc que viveu até outro dia, fala sério…….
3 (é um polvo? é um vaso de decoração? Não, é uma marmota!)
4 Baleia Azul (nada será tão grande)
5 Milípede (porque ou você tem 200 patas, ou você é loser)
6 Planária (dispensa apresentações)
7 Gato Bioluminescente (porque engenharia genética também é natureza)

Coisas para fazer na Net:
1 South Park
2 Heather Brooke
3 TED
4 Ler artigos de física/filo/psico
5
6 Cianide Happiness
7 Postar

É vale tudo, então pode repetir categorias e escrever outro top 7 também…….

Comentários sobre as respostas da Edge question deste ano

Como todas as pessoas que eu respeito sabem, a EDGE anualmente inventa uma questão e convida todas as pessoas realmente fodas da ciência e tecnologia etc… para responder.

Algumas até respondem!

Esse ano a questão é

What game-changing scientific ideas and developments do you expect to live to see?

Queria que as pessoas comentassem (e recomendassem) nos comments as respostas que acharam mais interessantes de seus científicos favoritos.

O Doomsday Argument é Válido?

Meu post sobre o Doomsday Argument gerou uma série de respostas que discutiam se o Doomsday argument é válido ou não. E se é verdadeiro ou não.
O post aqui
Proponho aqui uma formalização do argumento dividindo-o em premissas e conclusão, de maneira simplificada. Além dessas farei assunções, que não devem ser contestadas, mas assumidas. Aqueles que o consideram invalido são convidados a explicar porque a conclusão não segue das premissas. Aqueles que o consideram falso são convidados a pontuar quais das premissas não são verdade.

A1: A classe de referência do argumento será chamada de “seres humanos”
A2: O teorema de Bayes serve para estimar, dentre dois grupos hipotéticos e numerados de indivíduos, estimar de qual dos grupos vem um indivíduo, dado apenas o número do indivíduo e a informação de que ele foi selecionado aleatoriamente de um dos grupos.

P1: O Ranking aproximado de nascimento de um sujeito S1 vivendo no início do século 21 é 60 Bilhões. Ou seja, existiram 60 bilhões de pessoas antes do nascimento de S1.

P2: Não existe nenhuma razão, da perspectiva de S1 para que ele seja o 60 bilhões em oposição ao 12, ou ao 70 bilhões, etc… até onde ele pode avaliar, ele poderia muito bem ter sido o humano de qualquer outro ranking. Ou seja, ele é uma amostra aleatória, nem melhor nem pior do que o resto das pessoas que viveu e viverá.

P3: S1 pode, se quiser, se perguntar a respeito de quantos seres humanos haverá na história.

P4: S1 pode, se quiser, valer-se do dado de que ele é uma amostra aleatória do total de seres humanos que haverá na história para informar seu raciocínio.

P5: S1 pode se supor uma amostra aleatória para, através do uso do teorema de bayes, estimar quantas pessoas existirão ao longo da história.

C1: S1 pode estimar que a partir de uma probabilidade inicial igual de que haja poucos humanos e que haja muitos humanos, dado o seu ranking de nascimento, há maior chance de que haja poucos humanos do que que haja muitos. Se por exemplo S1 estimasse probabilidade inicial de 50% para 100 bilhões e 50% para 200 bilhões, após utilizar-se da informação de seu ranking de nascimento, a probabilidade de 100 bilhões aumentará e a probabilidade de 200 bilhões diminuirá. (esse argumento é válido para quaisquer dois números maiores do que 60 bilhões, ou para qualquer conjunto de números maiores que 60 bilhões, e portanto ele é considerado universalmente válido, mesmo que não tenhamos acesso empírico ao dado de quantos humanos haverá. )

C2: S1 deve portanto modificar sua crença a respeito de quantos humanos haverá ao todo para um número menor do que aquele do qual partiu, por causa da informação considerada (ranking).

P6: S1 sabe que novas pessoas são criadas (e.g. nascem) a cada ano, e assume que isso deve continuar acontecendo.

C3: S1 Conclui que deve re-situar a crença que tinha sobre o fim de sua espécie para um tempo mais próximo no futuro.

Que atire a primeira pedra aquele que acha inválido ou não verdadeiro o argumento do Juízo Final.