The Revenge of the Nerds, Humanities Saviors

 

 

I write this text as a happy citizen of human civilization. The reason why I am doing it is because I am glad. And I am glad because Nerds are taking over the world. And I have just realized that. And the consequences. I am so happy that it does not bother me to begin phrases with And. And, as Forrest Gump wisely remarked, that’s all I have to say about that.

Ever since the dawn of Man, power has been on the hands of people whose inner desires were, at best, random, and in most cases, dark, sinister, evil, and dogmatically biased. After force gave way for the domination of superstition, superstition armed brainless strong people as defense armies. And so a self sustaining system has been assembled to keep the stupid amidst the diabolic in command of the human race. For a very very long period this continued, until, in the ending of the middle ages, the power realm shifted. The power finally left those who were brainless, and their protectees, the wicked, but it was no particular time of rejoice, for the new power holders were moved upwards by a sentiment as perverted as their predecessors, greed. Of course no long has passed until the wicked men realized that greed should empower them, so the wicked got greedy, and invented protestantism. Then along came the power of machines, and men with machines could no longer listen to the wicked men, no matter how greedy they were, for the machine owners were themselves greedier. Then along came democracy taking over everywere, and power was equally assembled between the greedy, and those who managed to do favors for othe powerfull people, let’s call them the nepotists. Not long has passed since, but we do now live on the beggining of a new age, for the first time ever, power is now being thrown upon men whose greatest joy is… is…. is… playing World or Warcraft? Designing new features for linux? Helping wikipedia? Creating self aware robots? Damn, what happened to the old way of getting rich, through darkness and connection to the underground powers? Well, it lives, but it no longer prevails among the media, it is no longer morally respected, and soon enough, it will loose most of its powers. And we only have to thank that. Nerds are going to save us. The greediest nerds like Bill Gates are themselves unable to avoid being a nice guy. It is just a part of the Nerdy nature, just like being clumsy.

There is overwhelming evidence that points toward the nerds revenge, Series like The It Crowd and The Big Bang Theory never would have make it in the early nineties, just imagine the eighties. Who dominates the academy? He who watches Star Wars, Who develops the technology? He who cries after finishing an RPG quest. Who dominates the internet ? He Who broadcasts interviews with great minds for free ….

What is the fancy use for a lot of money these days? No boat, No 100 million dollar house, but defeating malaria, promoting the 100 dollar computer project, bringing internet to china, financing worldly renown universities. Not buying anti-enviroment companies, no. Making campaigns agains Bush. That is what is all about.

The paradigm shift from industrial products to information products is greater than we think, and we should be everyday thanking the nerds for that. The hope that power may lay in good hands, in old times, was dependend of kings who might have had a glimpse of courage to confront their education, but in most times, this hope was faint delusion. We now live in a world where this hope is to be regained, defended, and more than anything, celebrated. Thank you Nerds of the world, you may be the ridicularized boy in school today, but tomorrow you are supermen, or spidermen, and differently from everyone in charge so far, you have seen the movie, and you do know that “ With great power, comes great responsibility”.

5 opiniões sobre “The Revenge of the Nerds, Humanities Saviors”

  1. Diego,
    Acredito que esta sendo otimista e entusiasta demais com certas características da chamada era da informação. O capitalismo de fato passou por uma virada que vem ocorrendo dês do começo do século passado, se tornando cada vez mais especulativo, baseado na auto-reprodução do capital e cada vez menos em industriais burgueses gananciosos. Isso não implica que a ganância ou a lógica básica que rege o capitalismo tenha mudado. Não acredito na existência desse shift a qual você se refere, do meu lado tenho certas evidencias empíricas: um documentário interessante um pouco em consonância com o titulo do seu post: Triumph of the Nerds (http://en.wikipedia.org/wiki/Triumph_of_the_Nerds) e um filme realista que conta o começo da historia da Microsoft: Pirates of Silicon Valley (http://en.wikipedia.org/wiki/Pirates_of_silicon_valley) ambos mostram como apesar de tudo ainda é a ganância e a sede de poder que move o mundo da informação. (tem outros filmes fictícios também, que talvez exageram um pouco, mas não estão tão longe da verdade como Hackers e Anti Trust ou ainda o filme baseado na historia do hacker Kevin Mitnick: Takedown). Uma prova simples disso é o fato do linux ser um sistema gratuito e muito mais benéfico para uma gama enorme de usuários e o Windows ainda ser o sistema mais usado. Se existe uma coisa que as grandes companhias comandadas pelos nerds que você tão entusiasticamente proclama como salvadores da humanidade temem é a livre informação e o código aberto. Seria muita ingenuidade achar que eles estão simplesmente tentando fazer o melhor software quando o real interesse é que o software deles seja o mais usado e nada alem disso.

    Abraços.

  2. Concordo com o João, embora a Internet e a “era da informação” favoreçam os nerds, não estou vendo uma revolução “nerdocrática” num futuro próximo, e duvido bastante que os nerds sejam assim, tão bonzinhos quanto vc diz (alguns vão querer se vingar dos valentões que puxavam suas cuecas e catavam todas as garotas e outros, como o Bill são extremamente competitivos e podem querer dominar o mundo sozinhos).

    O sistema é essencialmente o mesmo, e não é porque vc é nerd que vc vai ganhar de todos os caras inteligentes e ambiciosos que não assistem starwars e querem ficar ricos sem pensar nos outros.

    Mas acho que de fato os nerds estão ganhando espaço, e espero especialmente que ganhem espaço em cargos de influência, que se não for pelo bem de todos, que pelo menos seja pela inteligência.

    Como será que é o mundo dominado pelos nerds? Será que tem mecânica quântica no ens. médio? Grandes algoritmos que otimizam os impostos e investimentos públicos? Leis proibindo roupas femininas? Convenções intergaláticas de RPG?

    Enfim, por ora temos o Google, o Linux e a Wikipedia. Vamos ver o que mais de bom vem por aí.

  3. Não vejo a ganância e outros como um mal, necessariamente. Se guiam o progresso para condições melhores para todos, são bons.

    Eu compartilho em grande parte seu otimismo, creio que vivemos numa época que está “na direção certa” em termos de progresso. Progresso é tudo.

    Apesar de algumas falhas recentes que podem se amplificar e chegar a um nível fora de controle por muito tempo, da mesma forma como uma simples mania religiosa bem intencionada pôde obscurecer a humanidade por séculos. Ex. formas de governo conservadoras e que inibam a liberdade; o sistema de educação do século XX até os tempos atuais, que “castra” da mente humana seu gosto por conhecimento e seu pensamento independente e inovador; possíveis obstáculos culturais ao progresso; etc.

    A grande chance de progresso do nosso tempo, além do interesse pela informação e pelo progresso em si, é a mudança do ser humano, o transhumanismo… essa sim é a única e grande chance de progresso real.

  4. Jonas,
    Não disse que vejo a ganancia como um mal. Só acho que ela ainda é o centro de tudo e não passamos para a nerdocracia absoluta.
    Só cuidado com isso de “para todos” que é bem complicado. Claro que melhora as condições de todos, mas se mantem a desigualdade e o progresso sempre chega primeiro as classes mais ricas. Como dizia o milton santos, a modernidade atinge o espaço de forma assincronica. Acho que a oposição nordeste e sudeste revela bem este aspeco… em fim…
    mas acredito que a hipocrisia de que é para todos é saudavel, é ela que oculta uma desigualdade inerente ao progresso e permite que ele acontença. Mais sobre isso: https://brainstormers.wordpress.com/2007/10/22/psicologia-e-trabalho/#comment-51.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s